Travessuras que os bicharocos fazem, que eu não entendo (nem quero)

12:37

Como algumas pessoas devem saber, a minha casa parece a Santa casa da Misericórdia mas em versão animalesca... 
Bem e como não vou estar aqui com muitas apresentações, á medidas que vou falando dos bichanos, vocês ficam a conhecê-los melhor.


Não vai à coisa de um mês, adoptamos um gato (outro) que é o focinho do meu gato mais novo, e se no inicio o Tinky Winky (nome que dou a gatos travessos e meio esquizofrénicos, que os identifico através das cores do pêlo)   era uma paz de alma que só dormia, eis que passou o efeito da ganza e o gato não sossega o passarinho...




Aqui em casa, chamam-lhe Tommy, Rodrigo ou então Roberto??? Acho que o bicho não matou ninguém para ter estes nomes escaganofobéticos, por isso, eu: Liliana Sofia dos Santos Pinto declaro que se chama Tinky Winky e ponto final.


Voltando ao tema inicial, passando o efeito da ganza o gato não pára de comer e se ao inicio fazia lhe uma radiografia visual, agora já gosto de ver aquela pançinha que começa a ter formato.


Aqui á dias demos-lhe um banho de boas vindas á família, e como a besta já está ficar arisca no dia seguinte estava enfiado no caixote do lixo atrás de restos de carne. Porco.


Tinky Winky mau, feio e porco hás-de ter uma indigestão, Hades sim Hades seu Deus Grego dos infernos... 

Hás-de vir com ronrons e olhos de bambi quase a suplicar por whiskas saquetas, que serei mais cruel que a vaca malhada dos 101 dálmatas, seu filho de uma gata badalhoca e vadia.

Posts Recomendados

4 comentários

  1. o.O WTF!!!!
    Coitado do gatinho...Hades sim, que depois tu é que limpas Ahahaha

    ResponderEliminar
  2. Enquanto não come cotão e lambe sacos de plástico, vais com muita sorte. Ah e também a pedra pomes e sabonetes...

    ResponderEliminar

Posts Populares

Facebook