Meu querido Outono, gosto tanto de ti.

14:31

Porque amo o Outono, e admiro o Dalai Lama



"Uma árvore em flor fica despida no outono. A beleza transforma-se em feiúra, a juventude em velhice e o erro em virtude. Nada fica sempre igual e nada existe realmente. Portanto, as aparências e o vazio existem simultaneamente."
Dalai Lama

Posts Recomendados

0 comentários:

Enviar um comentário

Posts Populares

Facebook