Desabafos e outras cenas...

19:00



Escrevi este post, apaguei-o e tornei a escrevê-lo... O meu blog tornou-se o meu refúgio e um pouco do meu diário (online), eu partilho convosco muita coisa sobre beleza, cinema, moda e afins e também um pouco sobre mim...
Noto cada vez mais o carinho que vocês têm por mim, e isso motiva-me bastante e o mínimo que posso fazer é retribuir-vos isso... Se há coisa que não encaixo bem, é aquelas bloggers que não respondem a questões de seguidoras que são arrogantes entre outros, pelo amor da santa, vamos todos parar ao mesmo sitio no fim, por isso, falta de humildade é algo grave a meu ver...Mas também não estou cá para falar sobre isto...

Este post vem em modo de desabafo, e não quero de forma nenhuma fazer-me de vitima da vida nunca fui assim nem quando era miúda muito menos serei agora... O meu blog não vai ser afectado por isso, nem ides ver posts depressivos a toda a hora, as coisas têm que se ultrapassar com muita luta e garra...

Muitos de vos não deve saber que não tenho pais, aliás tenho mas abandonaram-me aos 10 anos... Por consequência aprendi a crescer rápido, a ser mais forte do que julgo, a ser um pouco fria e por vezes seca, não é maldade, foi a vida que me ensinou isso... Nunca tive notícias dos meus pais nem um telefonema de Bom natal ou Feliz Aniversário. Quem me conhece sabe que não suporto pessoas parasitas e dependentes, fiquei traumatizada e disso não tenho culpa, abandonar filhos por drogas é algo que não compreendo.
Passaram mais de dez anos quando voltei a reencontrá-los no funeral da minha avó, mas a minha reacção e dos meus irmão foi de total indiferença e repúdio. 

Parece surreal mas ontem recebi uma sms a dizer que o meu pai faleceu, alguns familiares telefonaram-me hoje também, com curiosidade se eu iria ou não ao funeral e é aqui que a coisa me começa a revoltar/irritar: ir ao funeral para quê? se nunca foram meus pais apenas tiveram o papel de me "fazer" e "parir"... Desculpem mas ser hipócrita é algo que vai contra tudo o que sou...

Confesso, que me sinto envergonhada por saber que morreu electrocutado a roubar cobre, julgo, e até no jornal vem a notícia..Infelizmente não escolhemos os nossos pais, nem temos culpa das atitudes dos outros...

Agora que desabafei, sinto-me mais leve...

Posts Recomendados

27 comentários

  1. Não tens nada que sentir vergonha e tens toda a razão... Compreendo o que dizes... Aliás, acho que toda a gente compreenderia se fosses ou se não fosses - são escolhas pessoais e que não são discutíveis! Temos que fazer o que achamos bem para vivermos de bem com a vida e se achas que ir lá não te trará nada de bom, então não deves ir.
    Felizmente, não sei o que é abandono dos pais mas se há coisa que realmente me faz confusão é a questão da morte tornar toda a gente em anjos! Não o faz...
    A verdade é que não nos conhecemos de todo, mas quem te lê sabe que és uma pessoa fantástica e a vida tem tanto lições para aprender como para ignorar, nós é que decidimos!

    ResponderEliminar
  2. No 7.º ano, há 20 anos atras, conheci pela primeira vez uma menina que não tinha pai! Não tinha morrido...simplesmente não tinha! um dia perguntei-lhe se ela não sentia falta do pai! "Eu não posso sentir falta daquilo que não conheço", foi a resposta dela e calou fundo cá dentro! Nunca tinha ouvida nada tão profundo, tão verdadeiro e, para mim que conheci e amei (amo apesar de não estar entre nós) o meu pai, tão triste! Concordo com a tua opinião e provavelmente teria a mesma atitude! Muita força e coragem! E que a tua posiçãos eja de consciencia e não de ressentimento! Muito carinho! Paula!

    ResponderEliminar
  3. Querida, não tens de sentir vergonha absolutamente nenhuma. Se os teus pais nunca quiseram saber de ti e preferiram uma vida "má" a cuidar dos filhos é normal que nunca tenhas nutrido qualquer tipo de sentimento bom por eles. Uma morte é sempre uma morte mas, para todos os efeitos, o teu pai não passa de um estranho...
    Seja qual for a decisão que tomes, nós só temos de estar aqui para te apoiar em tudo.
    Muita força <3

    ResponderEliminar
  4. Por momentos achei mesmo que estavas a falar de algo mais a nível de blogs. E ainda assim digo que realmente ignorar certas questões rudes não é falta de humildade é falta de paciência que a meu ver nem deve ser valorizada. Caso contrário teriamos que prestar atenção a todas as criticas e pedras que nos atiram. Voltando o assunto para ti, que é do que se trata este tópico, fiquei chocada confesso... não com a tua forma de pensar (muito pelo contrário- estou contigo) mas com a forma da tua familia reagir... entao, abandonan-te quando és pequenina e agora depois de grande vêm buscar atenção?
    É como dizes e tens razão, infelizmente não escolhemos os nossos. Beijinho grande querida <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu quando estava a falar nos blogs não era sobre as questões rudes :) até porque isso está fora de questão e não era a isso que me referia :) Mas sim, quando vejo bloggers de cima dos saltos a falar para leitoras e seguidoras arrogantemente... ;)

      beijinhos e obrigada <3

      Eliminar
  5. liliana se eu te percebo! eu não fui abandonada,mas é o mesmo porque quem me criou foram os meus avós e mal os via!obviamente aquele sentimento de pais e filha morreram ali...por isso levanta essa cabecinha e têm muito orgulho em ti! por ser a grande mulher que és e porque apesar de tudo és uma mulher com caráter! eu cada vez que me sinto mais pensativa ou acontece alguma coisa relacionada a esse assunto tento sempre engolir e continuar, porque foi o mesmo que me fizeram a mim!faz o que o teu coração manda e não os que os outros acham ou deixam de achar e perguntar...quem cresce como nós crescemos é um sobrevivente por conta própria...força...sempre muita força... e um abraço apertadinho para aliviar esse coração!

    ResponderEliminar
  6. Lili, tu não tens que ter vergonha nenhuma de repudiares os teus pais, derivado a toda a situação que passas-te por eles.
    Tal, como disses-te nós não podemos escolher os nossos país, e o dito já é velho, pai e mãe é aquele que cria e aquele que dá amor, não só os que nos fizeram.
    Foi uma pessoa de escolha deles, escolherem o caminho mau, mas tu seguis-te em frente engues-te a cabeça e tornaste-te numa rapariga linda e forte, e com sonhos como todas nós e escolhes-te o bom caminho!
    Portanto, seja qual for a decisão que tu tomes, estamos cá contigo para te dar todo o apoio.

    Beijinhos e estou cá para ti amori;)

    ResponderEliminar
  7. Sabes bem que não tens de ter vergonha e já te disse isso, aqui quem deve ter vergonha é quem comete os atos e tu não fizeste nada para te sentires assim :/
    Acho que fazes bem em não ir ao funeral, até porque ele não passa de um estranho na tua vida e não tens que te fazer de perfeita nem fazer de conta que nada se passou só para ficares "bem" à frente da família e amigos dele, porque quem gosta mesmo de ti e se importa contigo nunca te vai apontar o dedo e muito menos questionar a tua escolha :)
    Eu não sou muito boa nestas coisas, mas uma coisa podes ter a certeza e absoluta para qualquer coisa podes contar comigo e sabes disso<3

    Beijinhos e muita força amiga <3
    **************

    ResponderEliminar
  8. Sou horrivel nestas coisas, quando não as vivi na pele.
    Só quero qeu saibas que li tudo e que te apoio, que não acho qeu tenhas quaisquer motivos para te sentires mal e que te admiro muito por assumires o teu passado sem mentiras e sem 'enfeitamentos'.
    Desculpa não ser grande coisa para isto :|
    Desejo-te muita força e muito amor <3

    Beijinhos <3

    ResponderEliminar
  9. Este teu desabafo Lili, wow.. fiquei emocionada e cada vez mais próxima de ti, nao sei explicar, acho que foeste tao transparente em contar algo tão "pesado" que vive contigo assim Às tuas seguidoras.. não sei.. :) isso de seres "fria" ou "seca" é completamente normal, depois de passar o que passaste e a vida fez-te mesmo a assim, mas que não deixas de ser uma pessoa transparente e maravilhosa com um coração grande!

    qualquer coisa Lili, estamos cá <3 <3 <3
    Um beijinho Grande! e muita força! :)

    ResponderEliminar
  10. força linda!!
    ainda bem que não és como eles e sabes ver as coisas boas e más da vida!!

    E admiro a tua coragem de vires expor um pouco da tua (complicada) vida neste espaço.

    também não me vou por a escrever mais só porque sim, mas vim apenas dizer que louvo a tua atitude e FORÇA.

    Bjokasss

    ResponderEliminar
  11. És uma grande Mulher! :)
    Beijinhos enormes!

    ResponderEliminar
  12. Isso é muita carga para uma só pessoa aguentar. Fizeste muito bem em deitar tudo cá para fora. Se foi no blog? Não importa. O que importa é que te sintas realmente mais leve.
    Ninguém tem o direito de julgar a decisão que tomares. Faz aquilo que te permita sentir que foi um "capítulo" da tua vida que terminou.
    E realmente é lamentável um fim tão trágico. Mas não sintas vergonha. Isso não :) força minha querida!!!!

    ResponderEliminar
  13. Não tens de te sentir mal pela vida que eles decidiram levar e ao que isso os levou e nem tão pouco de te sentires mal por sentires essa indiferença e repúdio!
    Sabes que, infelizmente nestas situações as pessoas conseguem ser muito hipócritas e acham que se devem ir ao funeral, à missa e afins só porque fica bem... ora bem, os outros que se lixem! Faz aquilo que sentes que é certo para ti.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
  14. sabes...eu nao passei por isso, mas conheço quem tenha passado, e não é que isso me dê direito a ter opinião sobre estes assuntos, mas como tenho opiniões sobre quase tudo, aqui vai: eu acho que o tu sentes é natural, pouco natural seria estares num pranto por uma pessoa que mal conhecias...

    força miúda!

    xoxo

    ResponderEliminar
  15. Realmente desconhecia, sinto muito :|
    Mas não te sintas mal porque a escolha não foi tua, admiro a tua coragem e a tua força positiva e, apesar da tua infância ter sido difícil... espero e desejo que só aconteçam coisas boas a partir de agora, porque mereces!! :)
    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  16. Eh pá..
    nem sei o que escrever.. não sabia de nada disto.
    Eu gosto de responder às minhas seguidoras, lol faço-o muitas vezes é que teeeeeeeeeeeeeempos depois mas faço!
    Quanto a essa parte da tua família... bom..eles não são família. Fora pessoas que existiram durante uma parte da tua vida ...MAs não te sintas envergonhada, os actos dele não são os teus, e dá-te por feliz por não teres sido criada por uma pessoa assim :). Eu sou professora e vejo imensa coisa, e por vezes penso que há determinadas crianças que possivelmente seriam mais felizes e teriam melhores exemplos longe dos progenitores, não que um sistema de adopção seja o melhor mas... Não sei se me percebes, mas acho que sim! O lado bom é que te sentes aliviada :D beijinhos grande e um abraço apertado.

    ResponderEliminar
  17. És uma Mulher com M maiúsculo e apesar de tudo de mal que te aconteceu, e que podia ter feito de ti uma pessoa menos boa, é bom saber que aconteceu precisamente o contrário. Conseguiste-te tornar-te um boa pessoa e vencer.
    E não te deves envergonhar pelos actos cometidos por eles. Eles são eles, tu és tu.
    beijo e abracinho apertado

    ResponderEliminar
  18. Apesar do meu pai já ter morrido, nunca passei por nada do género, mas acho que tiveste a atitude correcta. Aliás, aqui não há atitudes correctas, há a tua e os outros só têm que respeitar!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  19. Cada um tem de fazer e tomar uma atitude de acordo com aquilo que sente, desde que isso não prejudique ninguém. Vai ao funeral se tens que ir, não vás se entendes que é isso que te faz sentido.
    Muita força :*

    ResponderEliminar
  20. Ao ler o teu post fiquei um bocado parada no tempo. A verdade é que sou mãe, com muito orgulho obviamente, e fui mãe um pouco cedo. E o pai, seguiu esse caminho. Bem, vou ser levada a mal também aqui, mas ainda bem que foi, e que siga até um dia, porque ao meu lado tenho a maior das preciosidade que podemos ter no mundo, que é um filho. E fico pensando, como é possível??? Não consigo entender de todo. A verdade é que meu pequeno até já diz que não tem pai porque não o conhece e nunca o viu, mas é que a outra parte é que não quis saber, mas não deixa de ser amado ou melhor, é mais amado de certeza sem pai. E tu, só tens de te orgulhar de teres crescido, tornado mulher, de respeito, e com atitude. Se ele faleceu, lamentamos, é menos uma vida, por mais péssimo que foi, mas agora te tornares frágil e ires ao funeral só porque teve 5 minutos de prazer??? Orgulha-te é de seres quem és, fiel a ti própria e digna por teres vincado sozinha da vida. Beijo

    ResponderEliminar
  21. Desconhecia totalmente estes factos mas sendo-te sincera quando te conheci senti que trazias contigo uma história. Não sabia o quê mas vi em ti alguém com força e garra, alguém que já teve que lutar por diversas vezes na vida. Portanto, a vida é tua, os sentimentos também. Faz o que sentes que tens que fazer. Pessoas a falar haverá sempre, independentemente dos factos ou circunstâncias. Haverá sempre muito mais gente ao teu lado <3 Beijinho grande*

    ResponderEliminar
  22. Uau, nunca tinha conhecido ninguém assim e tocame imenso a tua história...
    Deve ser muito dificil viver assim porque eu não me consigo imaginar sem meus pais, pelo menos minha mãe...
    Beijo grande e força :)

    ResponderEliminar
  23. Força princesa :) Não tens que sentir vergonha. É uma pessoa estranha para ti, não deves nada a ninguém e tens mais é que seguir em frente!

    Beijinho***

    ResponderEliminar
  24. Não ha palavras para descrever o quanto tem sido uma Mulher de M muito grande, é admirável essa tua força. Estes acontecimentos que tem decorrido na tua vida vão fazer ou já fizeram com que cresças com força, maturidades e experiência e faz com que sejas uma Mulher correta e certa daquilo que faz.

    Muita força

    beijinho

    ResponderEliminar

Posts Populares

Facebook